sábado, 25 de outubro de 2008

O último degrau

Sempre me colocava um pouco na defensiva quando o assunto era adorar a Deus, me incomodava o fato de termos sido especialmente criados para adorá-lo.
Com certeza poucos redimidos no sangue assumem que um dia essas crises passaram pelos seus pensamentos. "que Deus egoísta, me criou só para adorá-lo" dizia em minha mente, e não me arrependo, pois usava o intelecto que o Criador me deu para entendê-lo.
Quão bom isso foi , pois procurei entendimento, examinei as escrituras e por incrível que pareça, não entendi através das letras.
E em qualquer instante, a qualquer momento, o desejo de me prostrar, fechar os olhos e louvá-lO.
Compreendo hoje que não existe trabalho, nem graduação, e muito menos um doutorado que possa nos levar há um lugar mais alto do que alcançamos quando adoramos a Deus. O último degrau, o degrau que nos leva a um plano no qual andamos em direção a Deus.
Hoje estou no lugar mais alto que um homem pode alcançar, aos pés do Senhor Deus, tão alto que é possível ver minhas conquistas e meus sonhos, tão alto que não importa se serão ou não alcançados.
Fui criado para adorá-lo e não sei por que eu desejo me prostrar aos pés de Deus, só sei que é neste lugar que quero estar, aos pés de Deus.
Estou no alto e estendo minhas mãos para tocá-lo.

De joelhos dobrados no degrau mais alto o tempo perde seu significado.

Hilton Ribeiro

Um comentário:

Paulo disse...

Legal cara... bom demais.